Textos Sugeridos pelo Autor

11 de novembro de 2011

Meu Silêncio

Eu me calei pra ouvir o teu silencio,
Ouvir a tua voz através do vento,
Sentir o teu cheiro junto ao meu travesseiro,
Eu me calei quando simplesmente pensei.

Pensei que poderíamos coexistir,
Sem nunca pensar em partir,
Sem nunca pensar em deixar de viver,
Se bem que a morte é o renascer da vida,

É uma passagem que não se pode recusar,
Devemos passar para o lado de lá,
Mas ninguém pensa que este dia chegará,

Preparamo-nos para vida e isto é o que importa,
O que vier depois disto é consequência,
É por isto que às vezes eu me calo
E choro sozinho no meu silêncio,

Tentando ouvir os lamentos que a alma tem a dizer,
Hoje serei melhor que ontem!
Amanhã serei melhor que hoje...

Não! Não sei isto já é o futuro!
E acredite no que eu digo, eu juro,
Do futuro eu sei que nada sei!

1 comentários:

Katrine disse...

Do futuro, na verdade, ninguém sabe. Nem mesmo conseguimos supor. Bela poesia.

Um ótimo feriado!
Até mais.