Textos Sugeridos pelo Autor

15 de dezembro de 2011

Velho Companheiro


Cada verso meu,
É um pedaço do que ainda me resta,
E não tenho pressa, ando mesmo devagar,
A vida parece mesmo uma festa,
Muitos querem sair, outros querem chegar,
Talvez busquem algo que se perdeu!

Um sentimento mal vivido,
Talvez um caso sem solução,
Um amor que ainda não foi esquecido!

Quando se sabe que está perdido,
Não importa para que lado caminhar,
Quem sabe aonde vai chegar?

Quando meus pés cansados estiverem,
Vou armar minha rede,
Aqui mesmo perto do rio,
Água tem, posso matar minha sede!

Na brisa da noite tento ignorar o frio,
Imaginando estar nos seus braços,
E sentir todo carinho que meu corpo pede.

O tempo é um velho companheiro,
De passagem sem nenhuma pressa segue lentamente,
E não importa se às vezes bate algum desespero,
O tempo tem seu próprio tempo,

Não é mais, não é menos, é simplesmente exato,
Você pode se magoar até mesmo se desesperar,
Dizer que acha tudo isto muito chato,
Mas a vida é assim, não tem outro jeito senão encarar!

0 comentários: